CPP DESTAQUE 2015/16 RICARDO PINTO GONDOMAR SC/CD SOBRADO



Ricardo Pinto 25 anos. A intensidade que coloca no jogo, e a quantidade de partidas que disputa numa época, são os cartões de visita do médio centro que por motivos académicos e profissionais tomou a decisão mais difícil da sua vida desportiva. Terminar uma ligação de sete anos e meio ao Gondomar SC, onde chegou do Ermesinde SC para concluir o percurso no futebol de formação.
Foi capitão do clube mais representativo da cidade de ouro nos nacionais de futebol e, depois de garantida a passagem à fase de subida norte do Campeonato de Portugal Prio, Pinto continuou a época em Sobrado. Realizou 12 jogos com a camisola dos ciclistas, mas acabou por viver o oposto no fundo da tabela na série C de manutenção do CPP, a despromoção do CD Sobrado à Divisão de Elite da AF Porto.


Ricardo Pinto

"Trabalho todos os dias da mesma forma para jogar com regularidade. Encaro o futebol, seja o processo de treino ou jogo com seriedade".

"Sair de Gondomar foi a decisão mais difícil da minha vida. Emociono-me porque tenho muitas saudades de estar com os meus companheiros, com o treinador José Alberto e o presidente. Pessoas que me ajudaram muito".

"Continuar a jogar em Sobrado foi a melhor decisão, porque não conseguia conciliar trabalho com futebol e, nunca quis prejudicar o Gondomar SC e, as pessoas que trabalham no clube".

"Apesar dos resultados desportivos não terem sido os melhores, a experiência de representar o CD Sobrado foi muito enriquecedora. Estou grato às pessoas do CD Sobrado por me permitirem vestir a sua camisola".

"Não é fácil ter o melhor de dois mundos. Nunca escondi dos clubes a minha situação e, nunca pensei deixar de estudar para jogar".

"Sempre valorizei e reconheci o esforço que os meus país fizeram para eu puder estudar".

"Um dia gostava de ser profissional de futebol, mas para já as minhas prioridades são outras. Quando concluir os estudos e, se ainda for a tempo vou aproveitar bem essa oportunidade se ela surgir".

"Neste momento ainda estou sem clube e, numa situação diferente dos meus colegas porque não sou representado por ninguém".



Rui Cardoso
Todo o conteúdo deste blogue é protegido por Direitos de Autor e Direitos Conexos, e Direitos da Propriedade Industrial, ao abrigo das leis Portuguesas e da União Europeia, convenções internacionais e outras leis, não podendo ser utilizado fora das condições admitidas neste blogue e sem consentimento da Rádio Voz Desportiva.